Os Protocolos de Rede

Para explicar o que são os Protocolos de Rede, eu vou usar um exemplo clássico: pensemos num chinês que não fala português e um brasileiro que não fala chinês. Ambos podem se comunicar usando uma língua em comum, digamos o inglês, que seria algo como um protocolo. Mesmo que ambos não falassem nenhuma língua em comum poderiam usar gestos universais como o dedão para cima indicando “positivo” ou juntar as duas mãos próximo ao ouvido para dizer que está com sono ou dormindo.
Os protocolos são justamente estas línguas e sinais universais que permitem aos dispositivos comunicar-se através da rede. Assim como há várias línguas no mundo, na informática há diversos protocolos.
Protocolos de Rede

No caso das redes, especificamente, dentre as centenas de protocolos existentes os que são mais comuns e que, portanto, serão aqueles que encontraremos por aí:

IPX – “Internetwork Packet Exchange”. Criado inicialmente pela Novell, foi muito utilizado nas redes locais até que o protocolo TCP/IP dominasse o cenário. Apesar de obsoleto, o IPX ainda está em uso pois há dispositivos antigos que só conseguem se comunicar através dele.

Netbeui – Criado pela Microsoft para ser o padrão nas suas primeiras versões de rede. A partir do Windows 2000, o NetBuei deixou o posto de protocolo principal para o TCP/IP e atualmente caiu praticamente em desuso.

TCP/IP - A grande revolução nas redes, é o mais utilizado atualmente por permitir diversos tipos de configuração. “TCP” e “IP” são abreviações de: “Transmission Control Protocol – Protocolo de Controle de Transmissão” e “Internet Protocol – Protocolo de Interconexão”, que são abreviações dos principais protocolos que compõem o TCP/IP, mais há muitos outros protocolos imbutidos nele.

HTTP – “Hypertext Transfer Protocol, que significa Protocolo de Transferência de Hipertexto”. É o protocolo padrão da Web, que é a parte gráfica da internet. É o HTTP que possibilita a visualização de figuras e vídeos no seu browser. O HTTP, por sua vez, roda sobre o TCP/IP. Isto significa que o TCP/IP funciona como uma rodovia por onde são transportadas as informações HTTP. Portanto, o HTTP não é usado na rede local ou na Internet em si, mas precisa destes dois sistemas para funcionar.

FTP – Significa File Transfer Protocol (Protocolo de Transferência de Arquivos). Permite a transferência de arquivos entre dois computadores, funcionando sobre a infra-estrutura da Internet que usa o TCP/IP como protocolo padrão.

Na prática, nas redes locais que você provavelmente vai montar será preciso instalar e configurar apenas o protocolo TCP/IP. Isto porque o IPX e o NetBeui são cada vez menos necessários e tendem a desaparecer, enquanto o HTTP e o FTP são protocolos internos com os quais dificilmente tereremos que configurar ou instalar.

Uma curiosidade: a World Wide Web (WWW) virou sinônimo de internet, mas na verdade a WWW é apenas um dos serviços disponíveis na Internet. A World Wide Web é apenas a parte gráfica da internet, que contém muitos outros serviços como SMTP (e-mail) e FTP (Transferência de arquivos), sem falar em outros serviços como o famoso compartilhamento de arquivos, por onde muita gente encontra seus arquivos MP3.

Cada sistema de compartilhamento de arquivos tem seu próprio protocolo, que roda “por cima” do protocolo TCP/IP que, por sua vez, forma uma espécie de esqueleto que sobre o qual são construídos outros sistemas de transporte de dados, que são os endereços IP, que eu falarei no próximo artigo.

Imagem por: Microsoft Corporation 

Fabrício Araújo

Web Designer, Blogueiro, Microsoft Beta Tester, Analista de TI, criador do Inforlogia e viciado no Xbox 360 (ainda mais depois da chegada do Kinect).