Pré-Alpha, Alpha, BETA, RC e RTM são os ciclos de desenvolvimento de um determinado software, o ciclo de vida de lançamento é composto por fases distintas que descrevem a maturidade do software à medida que avança desde o planejamento e desenvolvimento até o lançamento e fases de apoio, agora vamos conhecer o que cada um desses ciclos são:

Pré-Alpha ou Pré-Alfa: Refere-se a todas as atividades realizadas durante o projeto do software antes do teste. Essas atividades podem incluir a análise de requisitos, desenvolvimento do software e testes de unidade. No desenvolvimento de um software open-source (código aberto), existem vários tipos de versões pré-alfa.  Versões Milestone incluem conjuntos de funções específicas e são liberadas assim que a funcionalidade está completa.

Alpha ou Alfa: É a primeira fase para iniciar o teste do software. Nesta fase, os desenvolvedores geralmente testam o software usando técnicas de próprias. Todo software Alpha pode ser instável e pode causar falhas ou perda de dados. A fase alfa geralmente termina com o congelamento do recurso, indicando que nada mais será adicionados ao software. Nesse momento, o software é conhecido como recurso completo.

Beta: É a fase que da continuação à Alpha, com o nome da letra grega beta. Ela geralmente começa quando o software é um recurso completo. O foco do teste beta é reduzir os impactos para os usuários, muitas vezes incorporando testes de usabilidade. O processo de entrega de uma versão beta para os usuários é chamada versão beta.

RC ou Realese Candidate: O termo Release Candidate (candidato ao lançamento) se refere a uma versão com potencial para ser um produto final, pronto para se tornar a versão final, a não ser que um bug fatal seja descoberto. Nesta fase de estabilização do produto, todas as características do produto foram concebidas, codificadas e testadas através de um ou mais ciclos beta sem nenhum bug conhecido.

RTM ou Realese to Manufacture: O termo RTM, Realese to Manufacture ou até mesmo Realese to Marketing, é usado para indicar que o software se encontrou com um nível de qualidade definida e está pronto para distribuição em massa, quer por via eletrônica ou por meios físicos. O Termo RTM significa geralmente que o software seja realmente lançado, na maioria dos casos, isso significaria que o software está sendo liberado para os fabricantes, para a pré-instalação em máquinas prontas, ou para o fabricante ajustar o software para seu hardware fabricado e configurações. O termo não define o mecanismo de entrega, mas apenas afirma que a qualidade é suficiente para a distribuição em massa. O produto da organização de engenharia é freqüentemente sob a forma de um CD master ouro usado para a duplicação ou para produzir a imagem para a web.

Gold ou Final: É o ponto onde todas as atividades de comercialização necessárias foram concluídas e que o software foi disponibilizado ao mercado em geral, quer através da web ou mídia física. O tempo entre uma versão RTM e Gold ou Final pode ser de uma semana a meses em alguns casos.

Outro termo com um significado quase idêntico ao Gold/Final é FCS, para a primeira expedição ao cliente. Algumas empresas (como a Sun Microsystems e Cisco) usam o termo FCS para descrever uma versão do software que foi enviada para a receita.