Em agosto de 2009, um tribunal distrital dos EUA ao lado de uma pequena empresa canadense chamada i4i, abriram um processo contra a Microsoft, que detém uma patente de 1998 sobre a forma como a linguagem XML é implementado. A decisão do tribunal de apelações em dezembro foi a de que a Microsoft estava violando essa patente. A sentença original ficou em mais de 200 milhões de dólares.

Segundo a i4i, o crescimento do XML como uma característica do produto de banco de dados, fez com que a empresa desenvolve-se uma linguagem que salvaria as informações dos banco de dados em arquivos XML. Segundo o tribunal, a Microsoft aparentemente violou a patente das propriedades XML que a i4i criou.

Continue lendo »