O Serial ATA (SATA) é uma tecnologia de transferência de dados de interface para conexão de host bus adapters (mais comumente integrados em computadores laptop e desktop motherboards) para dispositivos de armazenamento de massa (como discos rígidos e drives ópticos).
Conceitualmente, SATA (Serial Advanced Technology Attachment) é um “substituto” para os mais velhos padrões AT Attachment (ATA). Os adaptadores SATA, comunicam-se com a placa mãe, através de cabos de alta velocidade.

A tecnologia SATA oferece várias vantagens sobre os antigos paralelos ATA / “EIDE”: No SATA foi reduzido o cabo e custo (7 pinos x 40 pinos), mais rápido e mais eficiente a transferência de dados, bem como a capacidade de remover ou acrescentar dispositivos em funcionamento (hot swapping ).

A taxa de transferência do padrão Serial ATA é de 1.500 Mbps. Como este padrão utiliza o esquema de codificação 8B/10B (o mesmo esquema de codificação usado nas redes Fast Ethernet) – onde cada grupo de oito bits é codificado em um sinal de 10 bits – sua taxa de transferência efetiva é de 150 MB/s.
O padrão Serial ATA começou a ser desenvolvido oficialmente no ano de 1997 e surgiu a partir de uma iniciativa da Intel junto com cerca de 70 empresas (fabricantes de discos, computadores e componentes).

Curiosidades:
Ano de criação: 2003
Número de dispositivos: 1
Capacidade: 1.592654 Gbit/s, 3.0 Gbit/s, 6.0 Gbit/s
Estilo: Serial