A estreia pública do Google Chrome OS mostrou um grande alvoroço em usuários do Linux e Windows, por ser um sistema operacional todo baseado no Navegador Google Chorme. Como ele é de código aberto, você tem a chance de experimentá-lo por sua conta em risco. Então eu vou mostrar um passo-a-passo para executá-lo em alguns minutos. Você nem precisa se preocupar em formatar o HD, pois o arquivo que você irá baixar é um HD Virtual do WMware Workstation. Você também poderá utilizá-lo no Virtual Box, que tem as mesmas funções do VMware, e o melhor é grátis.

Primeiro, você precisa obter uma imagem do Chrome OS. Você pode fazer isso usando esse .torrent (para baixar arquivos torrent, você irá precisar do Utorrent). Quando você terminar de baixar o arquivo com o Utorrent, você verá que o arquivo está compactado no formato .BZ2, então você irá precisar descompactá-lo com o WinRAR ou qualquer outra ferramenta de compressão.

Feito isso, baixe o Virtual Box ou se você preferir, utilize o WMware (no tutorial irei utilizar o VMware). Após isso, abra o VMware (ou Virtual Box) e clique em File -> New -> Virtual Machine, irá aparecer a seguinte tela:

Clique em Avançar (Next) e em Avançar novamente:

Clique em Avançar (Next) novamente, e na próxima tela selecione as opções Linux e Ubuntu (com outras opções, o sistema poderá não funcionar corretamente):

Depois do passo descrito acima, clique apenas em avançar (Pois é somente o local onde os arquivos da Máquina virtual irão ficar), clique em avançar novamente e selecione a opção one (Número de Processadores), após isso selecione o tanto de memória que o Google Chrome OS deverá utilizar, recomendado pelo menos 256MB. Clique em Avançar, e em Avançar novamente e chegue na opção Select a Disk e selecione Use an existing virtual disk e clique em avançar:

Após isso, selecione o local onde você descompactou o arquivo chromeos-image-999.999.32309.211410-a1.vmdk e clique em Avançar:

Após isso, poderá aparecer a seguinte mensagem, mas clique em OK e prossiga:

Pronto! Seu Google Chrome OS já está disponível para uso, agora vamos executá-lo. Para isso selecione Ubuntu (ou o nome escolhido por você) e clique em Start this virtual machine. Depois disso, o sistema irá inicializar normalmente, chegando na tela de login digite em username e password markchromes e tecle enter:

Você já está dentro agora é só explorar. Para ser honesto, tudo parece muito semelhante ao Google Chrome (Navegador), mas existem algumas diferenças fundamentais. Observe o indicador de vida da bateria no menu de opções no canto direito superior. Também tente brincar com a ‘Nova Janela’ funções – você vai descobrir que é difícil (senão impossível) navegar entre as várias janelas. E muito cuidado com o gerenciador de Bookmarks. Tanto quanto eu posso dizer, não há nenhuma maneira fácil de sair dela – você terá de criar manualmente um novo indicador, que vai chutar você de volta para o modo de navegação uma vez que você clicar nele. Ah, e boa sorte para encontrar o botão de desligar o computador, porque eu não encontrei. Se você encontrar, por favor me avise, porque estou procurando até agora.